TÉCNICAS DE APERFEIÇOAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO LÉXICO APLICADAS AO ENSINO

27 Jul

FORMAÇÃO CREDITADA PELO CCPFC

CARGA HORÁRIA

25 HORAS

  • 24 de setembro, 1 e 8 de outubro: das 14h30 às 19h30;
  • 25 de setembro e 2 de outubro: das 09h00 às 14h00.

MODALIDADE

Presencial

FORMADORA

Francisco Oliveira

JUSTIFICAÇÃO

   Não merece contestação a ideia de que o vocabulário é fundamental não só para a comunicação com o outro, mas também para a própria compreensão do mundo. A confirmação disto é sentida todos os dias pelos professores, independentemente da área disciplinar, no seu trabalho com os alunos. Quantas vezes somos confrontadas com dificuldades de compreensão dos alunos em matérias que nos parecem simples, mas que, para eles, constituem realidades que não compreenderão sem dominarem, primeiro, os conceitos e o vocabulário básicos? Só com um trabalho específico dos docentes se poderão ultrapassar estas dificuldades. No entanto, constata-se que nem sempre estes estão sensibilizados nem preparados para desenvolver esse trabalho propedêutico que passa, essencialmente, por alargar o campo mental dos alunos através da aprendizagem de novos conceitos e vocábulos. Ora, muitos professores, em vez de se dedicarem a essa missão, ficam-se pelos lamentos de que “os alunos não compreendem nada” ou “não conhecem vocabulário nenhum”.

Este curso procura, por isso, combater esta realidade de duas formas complementares: primeiro, abordará algumas noções básicas de lexicologia de forma a despertar nos professores o interesse por esta área fundamental da nossa língua, e, depois, oferecerá algumas técnicas que permitirão não só que os professores enriqueçam o seu próprio vocabulário, mas também que as ponham em prática, no dia a dia, com os seus alunos..

DESTINATÁRIOS

Docentes de todos os grupos disciplinares

1.    Introdução à lexicologia da Língua Portuguesa (2 horas)

2.    Léxico e morfologia: problemas na formação das palavras (3 horas)

3.    Léxico e semântica: o jogo das relações de sentidos (3 horas)

4.    Alguns erros de léxico frequentes (4 horas)

5.    Técnicas de aquisição de vocabulário (10 horas)

5.1.      Como aumentar o próprio vocabulário

5.2.      Como ajudar os alunos a aumentar o vocabulário

6.    Avaliação final (3 horas)

METODOLOGIA DA FORMAÇÃO

Sabendo-se que, por um lado, a teoria, por si só, tenderá a ser fastidiosa e desinteressante, mas que, por outro, se bem aproveitada, constituirá a luz necessária à compreensão do essencial das matérias, procurar-se-á alternar os momentos de reflexão teórica com a resolução de exercícios práticos sobre as temáticas em estudo. Tal será concretizado através do desenvolvimento das sessões em quatro momentos distintos, mas complementares:

1.º apresentação de noções fundamentais ou de aspetos críticos de lexicologia do Português;

2.º debate orientado sobre as noções ou aspetos críticos apresentados no momento anterior;

3.º exercícios práticos para aplicação dos conhecimentos adquiridos nos momentos anteriores;

4.º correção fundamentada dos exercícios práticos.

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

A avaliação terá em conta os seguintes critérios: – Participação nos debates sobre as questões de cada sessão (30%); – Resolução de exercícios escritos sobre os problemas de léxico debatidos em cada sessão (30%); – Contributos pessoais relevantes para a qualidade da formação (10%); – Realização de um trabalho em grupo/par sobre vocabulário específico de uma unidade letiva da área disciplinar de cada docente e sua apresentação (20%); – Reflexão final (10%).    A avaliação será traduzida numa classificação quantitativa na escala de 1 a 10, de acordo com o artigo 4.º do Decreto – Lei n.º 15/2007 de 19 de janeiro e com a carta circular CCPFC-3/2007. Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom – de 8 a 8,9 valores; Bom – de 6,5 a 7,9 valores; Regular – de 5 a 6,4 valores;     Insuficiente – de 1 a 4,9 valores

BIBLIOGRAFIA

Carvalho, S. (2018). Na ponta da língua. Lisboa: Clube do Autor Editora.
Fernández de la Torriente, G. e Zayas Bazán, E. (1997). Cómo aumentar su vocabulário 3. Madrid: Editorial Playor.
Gomes, A. & Cavacas, F. (2004). A vida das palavras – Léxico. Lisboa: Clássica Editora.
Raposo, E.; Nascimento, M.; Mota, M.; Segura, L.; Mendes, A. (Comissão Organizadora) (2013). Gramática do Português, vol. I. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Siebenaler, A. (1997). Dicionário mais – Da ideia às palavras. Lisboa: Lisboa Editora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.