Técnicas de Gestão do Stress, na profissão docente

2 Fev

– 15 horas, validadas pela DRE

Formação na modalidade e-learning (Microsoft Teams)

Data da Realização

De 22 de fevereiro a 2 de março de 2021

Sessões síncronas (7horas)

22, 23, 24, 25, 26 de fevereiro, 1 e 2 de março, das 19h00 às 20h00

Sessões síncronas (8horas)

de 22 de fevereiro a 2 de março

FORMADOR

João Pedro Pereira

DESTINATÁRIOS

 Docentes de todos os grupos disciplinares

METODOLOGIA

Esta formação irá desenrolar-se no formato e-elarning, através de sessões síncronas e assíncronas.

Irão ser apresentados fundamentos científicos com base na psicologia para reflexão.

Serão propostos exercícios para uma redução dos efeitos do stress continuado, com base nestes fundamentos:

– Realização de testes individuais de vulnerabilidade ao stress;

– Exercícios de auto-observação;

– Desenvolvimento de um plano de mudança de hábitos causadores de stress;

– Exercícios respiratórios;

– Exercícios de relaxamento e meditação

OBJETIVOS (GERAIS/ESPECÍFICOS)

GERAIS

* Definir o conceito de stress;

* Tomar consciência da influência do stress ao nível físico, intelectual e emocional e do seu impacto nos comportamentos.

*Compreender as causas de stress;

*Fomentar a auto-observação;

*Adquirir técnicas de autogestão do stress.

ESPECÍFICOS

* Identificar alguns sinais que poderão reveladores de que o indivíduo está em situação de stress;

* Tornar conscientes as reações corporais e emocionais face ao acontecimento ou situação causadora de stress;

* Promover a redução de reações automáticas de stress, tomando decisões conscientes em resposta aos diferentes desafios;

* Desenvolver recursos internos de auto-observação e autorregulação, que possibilitem desativar a reação automática de stress;

* Incentivar hábitos saudáveis de vida e de trabalho.

CONTEÚDOS

1. Stress e distress:

1.1. definição;

1.2. sinais;

1.3. reações corporais.

2. As causas do stress.

3. O stress como resposta:

3.1. redução das reações automáticas e tomada de decisões conscientes;

3.1.1. a auto-observação e autorregulação.

4. A teoria dos acontecimentos da vida:

4.1.técnicas de relaxamento e meditação;

4.2. técnicas respiratórias.

 

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Os formandos serão avaliados conforme estipulado na Carta Circular CCPFC -3/2007 da responsabilidade do Conselho Científico

Pedagógico da Formação Contínua.

«Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom – de 8 a 8.9 valores;

Bom – de 6.5 a 7.9 valores;

Regular – de 5 a 6.4 valores;

Insuficiente – de 1 a 4.9 valores.»

A avaliação será realizada com base nos seguintes critérios:

– Qualidade e pertinência da participação nas atividades realizadas (50%);

– Reflexão escrita e individual acerca dos temas apresentados (50%)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.