A POÉTICA DO SENTIR Práticas Teatrais para uma Escola mais Feliz – Inscrições

15 Jun

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO

A POÉTICA DO SENTIR Práticas Teatrais para uma Escola mais Feliz

 

FORMADORA

Paula Rodrigues

 

JUSTIFICAÇÃO

O teatro, além de causar emoções e despertar sentimentos, apresenta inúmeros benefícios para a saúde e bem-estar, como o aumento da confiança e a autoestima, melhora a coordenação motora, a capacidade de concentração, ajuda a relaxar, estimula osistema imunológico e a libertação de endorfinas e, ainda, diminui o stress e a ansiedade.

Esta formação tem como finalidade proporcionar mais consistência e eficácia no desenvolvimento das potencialidades do indivíduo, tendo como ferramentas as práticas teatrais, promovendo a reflexão, a valorização e a transformação da pessoa, na busca do ser integral. Estas práticas, onde as relações humanas são construídas com base no respeito às diferenças, e que têm no autoconhecimento uma forma de exercício da cidadania, na descoberta da identidade pessoal e na prática de reflexões críticas, possibilita que nos situemos como pessoas atuantes, autênticas e capazes de fazer escolhas.

Neste espaço vivencial procura-se expandir todos os sentidos, possibilitando a busca de uma maneira mais autêntica de se expressar, de permanecer no aqui e no agora, fiel ao presente e, não menos importante, divertir-se neste processo, num ambiente onde cada participante pode SER e SENTIR.

E assim, nesta poética do sentir, vamos, indubitavelmente, ao encontro de uma escola mais feliz.

DESTINATÁRIOS

Docentes de todos os grupos disciplinares

METODOLOGIA

A ação seguirá uma metodologia eminente prática e será lecionada de acordo com os seguintes métodos: método expositivo, demonstrativo, interrogativo e ativo 

CONTEÚDOS

Plano de Formação

  • Da cultura exterior à interior: de fora para dentro (2h);
  • O indivíduo e o grupo (2h);
  • O corpo, o gesto, a palavra e o silêncio (2h);
  • Sensações e emoções (2h);
  • Improvisação: a disponibilidade, o aqui e o agora, a criatividade e a imaginação (2h);
  • A linguagem verbal e não verbal no processo de expressão e comunicação (2h;
  • Práticas energéticas ativas, contemplativas e introspetivas (1h).

 

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Os formandos serão avaliados conforme estipulado na Carta Circular CCPFC -3/2007 da responsabilidade do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua.

«Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8.9 valores;

Bom – de 6.5 a 7.9 valores;

Regular – de 5 a 6.4 valores;

Insuficiente – de 1 a 4.9 valores.»

 

A avaliação será realizada da seguinte forma:

Atividades/exercícios individuais e de grupo realizadas ao longo das sessões : 70%

Atitude crítica e autocrítica: 15%

Trabalho individual final: 15%

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.