Despertar para a leitura e abordagem à escrita

10 Out

15 horas, creditada pelo CCPFC

FORMADORA

Inês Ferraz

LOCAL

Sede do SPM – Calçada da Cabouqueira, nº22

CALENDARIZAÇÃO

  • 19, 20 e 21 de outubro: das 14h30 às 19h30

DESTINATÁRIOS

Docentes dos grupos 100, 100EE, 110 e 110EE

JUSTIFICAÇÃO

 Ao longo dos tempos, tem havido diversas tentativas, no sentido de encontrar uma definição para a palavra ler, cuja polissemia indica a riqueza que o conceito subjacente encerra, pois “Lemos de muitas formas, através de diversos meiose com finalidades diferentes: lemos sinais de aviso, de antecipação e de cumplicidade; lemos o sentido de gestos, de entoações e de silêncios […]” (Sim-Sim (2002) in Viana & Teixeira, p. 5).

Na verdade, a leitura é um processo linguístico e cognitivo (Ferraz, 2017) que envolve a descodificação ou identificação de palavras escritas e a compreensão ou extração do significado. Assim, as competências linguísticas facilitadoras da aprendizagem da leitura são: o conhecimento lexical e morfossintático; o conhecimento das letras e a consciência fonológica.

A consciência fonológica é aquela que tem apresentado um maior consenso, entre as competências facilitadoras para a aquisição da leitura, por isso o treino desta competência tem vindo a ser, cada vez mais defendido. Quando a criança não é capaz de identificar corretamente os sons da fala, acaba por reproduzir equívocos na leitura e, consequentemente na escrita.

Face ao exposto, consideramos pertinente a realização desta formação, com a qual se pretende disponibilizar ferramentas aos docentes que lhes permitam promover o sucesso na leitura e na escrita, na transição da educação pré-escolar para o primeiro ciclo.

METODOLOGIA

As aulas serão teórico-práticas. Terão uma componente expositiva, onde se abordarão os referenciais teóricos subjacentes à temática em análise e uma componente prática, onde os formandos terão a oportunidade de experimentar os conteúdos explorados, tanto com os colegas de formação como com os seus alunos.

CONTEÚDOS

1. A Leitura (5 horas)

1.1. Fundamentação teórica e científica do conceito subjacente à leitura;

1.2. Distinção entre descodificação e compreensão na leitura;

1.2.1.A aprendizagem da leitura, enquanto processo linguístico e cognitivo.

2. Aprendizagem da leitura (6 horas)

2.1. Competências linguísticas facilitadoras da aprendizagem da leitura;

2.1.1. A consciência fonológica e o conhecimento das letras;

2.2. Preditores da aquisição da leitura;

2.2.1. Atividades que facilitam a aquisição da leitura.

3. Motivação para a escrita (2 horas)

3.1. O que os professores precisam de saber sobre a escrita

3.2. Pré-requisitos para a aprendizagem da escrita

3.3. Práticas pedagógicas que estimulam a escrita correta desde o início da alfabetização.

4. Reflexão sobre a importância e o benefício do desenvolvimento das competências da leitura e da escrita (2 horas).

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Os formandos serão avaliados conforme estipulado na Carta Circular CCPFC -3/2007 da responsabilidade do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua.

«Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8.9 valores;

Bom – de 6.5 a 7.9 valores;

Regular – de 5 a 6.4 valores;

Insuficiente – de 1 a 4.9 valores.»

Participação ativa nas sessões – 30%

Tarefas realizadas ao longo das sessões – 40%

Trabalho final individual – 30%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.