Gestão de comportamentos: capacitar professores para a prevenção da indisciplina.

15 Jan

Data da Realização

2, 9,16 e 23 de fevereiro – 9 de março (09h00-14h00)

FORMADORAS

Susana Gonçalves

JUSTIFICAÇÃO

O mundo que nós conhecíamos mudou. Os alunos do século XXI alunos estão sempre online, têm acesso a informação “digerida” quase infinita e podem participar em redes sociais à escala planetária. Consequentemente, estes alunos já “não cabem” nas salas de aula onde os seus pais e professores estudaram! Face a esta nova realidade, potenciadora de conflitos, são necessários novos paradigmas ao nível da interação e transmissão de conhecimentos. 

Com esta ação de formação pretende-se capacitar os docentes para uma melhor gestão de conflitos em contexto escolar neste novo modelo de escola, prevenindo a indisciplina em contexto escolar, de modo que os alunos possam aprender num ambiente positivo e seguro.

DESTINATÁRIOS

 Docentes de todos os setores e grupos de recrutamento.

METODOLOGIA

Ao longo das sessões será adotada uma metodologia teórico- prática.

A componente teórica (com recurso a metodologias expositivas e a suportes de meios audiovisuais) irá alternar com a componente prática, na qual serão apresentados, pela formadora, materiais práticos e bibliografia de apoio, para análise, reflexão conjunta e realização de trabalhos (utilização e produção de materiais de intervenção educativa, de acordo com a realidade concreta de cada formando).

Serão privilegiados os métodos centrados no envolvimento ativo (cognitivo e motivacional) dos formandos no processo de aprendizagem (ex.: brainstorming; dinâmicas de grupo; debates; reflexão partilhada; reflexão individual; trabalho de grupo e dramatizações).

CONTEÚDOS

1. Apresentação da formadora e dos formandos, explicitação das modalidades de avaliação e dos conteúdos a abordar ao longo da formação. (30m)

2. Expetativas dos formandos em relação à formação e reflexão e discussão sobre o conceito de indisciplina. (30m)

3. Génese e manutenção do comportamento indisciplinado. (1hora)

4. Problemas vs. perturbações do comportamento. (1hora)

5. Incidentes críticos. (2 horas)

  5.1. Discussão de casos.

6. Capacitação de professores (3 horas)

  6.1. Competências de comunicação

  6.2. Relacionamento interpessoal

     6.2.1. Estilos de liderança na escola

  6.3. Gestão das expetativas e resistência à frustração.

7. Capacitar alunos para o sucesso escolar e educativo (2 horas)

  7.1. Avaliação de fatores comportamentais /Perfis de alunos em risco

  7.2. Avaliação neuropsicológica sumária

  7.3. Avaliação da leitura, escrita e cálculo

8. Plano de intervenção (2 horas)

9. Intervenção: o paradigma da atuação baseada na evidência (5horas)

 9.1. Gestão de reforços e punições

 9.2. Contrato comportamental

 9.3. Treino de auto – instrução

 9.4. Resolução de problemas

 9.5. Debate de crenças

 9.6. Entrevista motivacional

 9.7. Role – play e inversão de papéis

 9.8. Treino de competências sociais

 9.9. Gestão da crítica / treino do controlo da cólera

10. Formulação de caso (2 horas)

11. Encaminhamentos (1 hora)

12. Avaliação da ação e apresentação dos trabalhos individuais finais (5 horas)

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Os formandos serão avaliados conforme estipulado na Carta Circular CCPFC -3/2007 da responsabilidade do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua.

«Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8.9 valores;

Bom – de 6.5 a 7.9 valores;

Regular – de 5 a 6.4 valores;

Insuficiente – de 1 a 4.9 valores.»

A avaliação será realizada com base nos seguintes critérios:

*participação: iniciativa, espírito crítico e integração no grupo (20%)

*execução de trabalhos ao longo da formação: qualidade dos trabalhos e adequação às temáticas (30%)

*trabalho individual final: qualidade do trabalho, espírito crítico e adequação às temáticas (50%).

Inscrições Online aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.