Educar para a Vida: Arte, Criatividade e Desempenho Escolar

12 Jul

DATA DA REALIZAÇÃO

Dia 16 de julho: das 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h30

FORMADORES

Francesco Luciani e Alexandra Gomes

JUSTIFICAÇÃO

É inegável a importância da Escola no desenvolvimento dos alunos a todos os níveis, preparando- os e capacitando-os para um futuro com melhor desempenho e oportunidades pessoais e profissionais. Por outro lado, estudos recentes demonstram a crescente tendência social e profissional para a valorização das chamadas soft skills: aptidões mentais, emocionais e sociais que capacitam os indivíduos para lidar melhor com um mundo em constante mutação.

Neste contexto, o desenvolvimento de competências como a criatividade é visto, cada vez mais, como algo essencial para favorecer a melhoria do desempenho em várias áreas, tanto a nível académico, como a nível profissional.

Deste modo, a cultura da criatividade em contexto escolar é um fator de suma importância para o desenvolvimento de habilidades e talentos que contribuem não só para a melhoria de capacidades académicas, mas também para a melhoria de competências como a resolução de problemas e desafios, o desenvolvimento psicomotor e emocional e a adaptação e flexibilidade para novas situações, desde a infância e até a idade adulta. As artes como a música, o teatro e a escrita, sendo áreas criativas por excelência, têm muito a contribuir neste âmbito.

O curso “Educar para a Vida: Arte, Criatividade e Desempenho Escolar” está desenhado não só para dar aos professores das várias disciplinas ferramentas para usar as artes como motor de criatividade e desenvolvimento do pensamento crítico nas suas aulas, mas também para facilitar a obtenção de conhecimentos e técnicas que estes profissionais podem usar para o seu próprio desenvolvimento profissional.

DESTINATÁRIOS

Docentes de todos os setores e grupos de recrutamento.

METODOLOGIA

A ação será realizada em modalidade de curso – formato presencial.

O curso terá uma componente teórica, intercalada com uma componente prática (dinâmicas de grupo, atividades e exercícios).

Ao longo da ação de formação serão, portanto, utilizados o método expositivo, interrogativo, demonstrativo e o método ativo.

As ferramentas didáticas a utilizar incluem recursos multimédia (som e vídeo), projeção de informação sobre os temas abordados e utilização de outro material de suporte (por exemplo fotocópias).

O exercício de avaliação final será constituído por uma reflexão crítica escrita sobre um dos temas abordados ao longo do curso.

CONTEÚDOS

A ação desenvolve-se em 4 módulos, num total de 8 horas. Os módulos são explorados com os conteúdos a seguir apresentados:

Módulo 1 – Criatividade (1h)

  1. O que é criatividade
  2. O papel da criatividade na sociedade
  3. A criatividade enquanto competência
  4. Criatividade e pensamento crítico

Módulo 2 – Criatividade e Escola (1h)

  1. Criatividade no contexto escolar
  2. Criatividade como perspetiva educativa
  3. A escola criativa
  4. Promoção e cultura da criatividade na escola

Módulo 3 – Ensinar a Criatividade (2h)

  1. O papel da criatividade na didática
  2. A criatividade em contexto de aula
  3. Aspetos pedagógicos e didáticos do pensamento criativo
  4. Estratégias pedagógicas para ensinar a criatividade
  5. Técnicas de desenvolvimento da criatividade

Módulo 4 – As artes e a criatividade (4h)

  1. Música e Criatividade
  2. Teatro e Criatividade
  3. Criatividade através das histórias e da escrita
  4. Artes e criatividade na melhoria do desempenho escolar

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Os formandos serão avaliados conforme estipulado na Carta Circular CCPFC -3/2007 da responsabilidade do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua.

«Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom – de 8 a 8.9 valores; Bom – de 6.5 a 7.9 valores; Regular – de 5 a 6.4 valores; Insuficiente – de 1 a 4.9 valores.»

Os formandos serão avaliados de acordo com os seguintes critérios gerais:

20% | Saber-Estar e Saber-Ser: Participação, pertinência e qualidade das intervenções realizadas. Cordialidade e respeito pelos demais intervenientes na ação (colegas e formadores)._Avaliação Formativa/Contínua

30% | Saber-Fazer: Participação e empenho na realização das atividades propostas._Avaliação Formativa/Contínua

50% | Saber-Saber: Reflexão crítica final sobre o tema abordado (exercício escrito)._Avaliação Sumativa

Inscrição online aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.