O/A docente e a prática do Mindfulness

25 Mai

15 horas validadas pela DRE

CALENDARIZAÇÃO

  • 11 e 18 de junho: das 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h00

FORMADORA

Margarida Quintal

LOCAL

Sede do SPM

DESTINATÁRIOS

Docentes de todos os grupos disciplinares

JUSTIFICAÇÃO

Há muito que a Educação, geração após geração, procura melhorar os meios de captar a atenção dos alunos. Nos últimos séculos, sucederam-se metodologias e pedagogias com o objetivo de apresentar os conteúdos de forma atrativa, de mudar as temáticas que são objeto de estudo, ou de estimular os alunos a terem um papel mais participativo na construção do seu conhecimento.

Consequentemente, a educação formal coloca-se numa situação de stress permanente, ao competir com o mercado de informação em que a nossa cultura se transformou. Ao estarmos imersos nela, a nossa atenção torna-se cada vez mais fugaz e dependente dos estímulos, ficando cada vez mais dispersa e passiva.

Com esta dependência dos estímulos informativos, cada vez mais as crianças e jovens se aborrecem e se sentem inquietos.

Exigem um aumento da dose de estímulos, que leva a uma rápida habituação às inovações educativas. Os professores sentem-se desesperados na busca de um pouco de tranquilidade e atenção. A chave para sair deste círculo vicioso de insatisfação constante, passa em parte por aprender aquilo que ninguém nos ensinou: como prestar atenção. Nesta formação trabalharemos uma questão fundamental: apenas aprendendo a prestar atenção estaremos capacitados para ensinar a prestar atenção.

Propomo-nos a apresentar algumas práticas de mindfulness, que ajudem os professores a promover aquilo que ninguém lhes ensinou: como viver em atenção plena e consequentemente criar um ambiente na sala de aula calmo e motivante.

OBJETIVOS GERAIS:

– Conhecer o conceito de Mindfulness (origem, sustentação científica do conceito de mindfulness na cultura ocidental);

– Desenvolver uma prática regular de mindfulness a nível formal e integrar práticas básicas do mindfulness sua na vida diária;

– Estimular um aumento da serenidade e do bem-estar, diminuindo a ansiedade e o stresse, no professor e nos educandos;

– Desenvolver a capacidade para observar os pensamentos, sentimentos e sensações físicas;

– Potenciar a empatia para melhorar os relacionamentos e as atitudes para connosco e com os outros;

– Capacitar para a integração e a interação social dos alunos com vista a uma comunicação assertiva e rumo ao sucesso;

– Perceber a importância das técnicas de Mindfulness para o equilíbrio socio emocional, para a gestão de emoções e a sua aplicabilidade na sala de aula.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

– Analisar fundamentos teóricos, filosóficos, pedagógicos e científicos do Mindfulness;

– Conhecer alguns programas de Educação Mindfulness espalhados pelo mundo;

– Experienciar técnicas de respiração;

– Experienciar práticas de Mindfulness;

– Treinar a aceitação, a presença e o não julgamento;

– Experimentar a meditação (formal e não formal);

– Cultivar a presença;

– Praticar técnicas de comunicação positiva e assertiva;

– Experimentar técnicas criativas para desenvolver a Gratidão e expressar a compaixão por si e pelos outros;

– Partilhar experiências e refletir sobre o Mindfulness no dia a dia e em sala de aula.

CONTEÚDOS

– Caracterização do conceito Mindfulness (origem e sustentação científica do conceito de Mindfulness, na cultura ocidental);

– As Atitudes Mindfulness;

– A meditação e o Mindfulness – técnicas de meditação: formal e informal;

– Observar, sentir, ouvir, cheirar, saborear, mover e agir com atenção consciente;

– Mindfulness intrapessoal e interpessoal;

– As características do Professor Mindful;

– Mindfulness e comunicação;

– Escuta atenta.

– Cultivar a presença.

METODOLOGIA DA FORMAÇÃO

– Exposição teórica com recurso a meios audiovisuais;

– Orientação das práticas/dinâmicas, fomentando, sempre que possível, a partilha de vivências/experiências

– Disponibilização dos conteúdos, mais relevantes da formação, em formato digital.

AVALIAÇÃO DOS FORMANDOS

Iremos considerar a avaliação dos formandos, qualitativa e quantitativa, segundo o modelo definido para a formação contínua dos docentes através da Carta Circular CCPFC 3/2007. Deverá refletir, em todas as atividades formativas, presencias e/ou à distância o desempenho do formando.

Escala de Avaliação/Classificação de referência (ECD)

Segundo a Carta Circular CCPFC – 3/2007, de Setembro de 2007

Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8,9 valores;

Bom – de 6,5 a 7,9 valores;

Regular – de 5 a 6,4 valores;

Insuficiente – de 1 a 4,9 valores

Critérios:

A avaliação será realizada com base nos seguintes critérios:

*qualidade e pertinência da participação oral nas sessões (30%):

*participação e empenho nas práticas realizadas (30%):

*reflexão crítica escrita sobre a atividade formativa: capacidade de autorreflexão, pensamento crítico e reflexão sobre os benefícios

da prática de Mindfulness no autoconhecimento e na prática pedagógica (40%):

BIBLIOGRAFIA

– Gómez, A. Mindfulness. Guía para Educadores (guia online).

– Kabat-Zinn, J. (2004). Wherever You Go, There You Are. Piatkus.

– Rechtschaffen, D. (2014). The Way of Mindful Education: Cultivating Well-Being in Teachers and Students. Norton Books in

Education.

– Rotne, N. F. & Rotne, D, F. (2013). Everybody present. Mindfulness in Education. Parallax Press.

– Thich, Nhat Hanh. (2008). The Miracle of Mindfulness. Rider.

– Williams, M. & Penman, D. (2015) Mindfulness, Atenção Plena. Lua de Papel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.